Anuncio

Colapsar
No hay anuncio todavía.

Paises con ley dominical

Colapsar
X
 
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • #31
    Originalmente publicado por Tucusito Ver Mensaje
    Por un momento, imagínate que en uno de estos días comienza a suceder cosas muy extrañas en el clima de los Estados Unidos, como sequías e inundaciones fuera de época, que aumente el número de accidentes y muertos, que haya conflictos sociales como nunca. Cosas inexplicables con la lógica humana. Cuando esto falla, el hombre SIEMPRE ve hacia arriba, esperando encontrar respuesta en lo desconocido, en lo que ellos llaman Dios. Es allí cuando entrarán en escena los pastores dominicales, señalando la violación del domingo como la causa de esas plagas, y que Dios debe ser apaciguado observando el "Día del Señor". ¿Cuál crees tú será la reacción de la gente?
    De cuál persona? de las personas que son religiosas, sería obvio aquella reacción. Pero hay liberales, ateos y agnosticos que no se tragarían una explicación religiosa, quizás si una explicación científica y teorica que se impondrían por ley, creo que lo último es bastante importante, pues la clase política no es religiosa, sino atea y adoradores del fetiche de la ciencia, como por ejemplo la farsa del calentamiento global, o la evolución que no son más que teorias que no tienen mayor justificación, pero se han hecho leyes incuestionables por presiones de la comunidad científica.

    Creo, que si se impone el Domingo, sería por regulación laboral, más que por una presión religiosa de manera primaria. No toda la gente practica una fe en estos tiempos, en realidad la mayoría no.
    Saludos
    Editado por última vez por Fuser; https://www.foroadventista.org/member/27963-fuser en , 18:26:14.

    Comentario


    • #32
      Originalmente publicado por elnictalope Ver Mensaje
      conflicto de los siglos.
      el capítulo: el conflicto inminente.
      q buen tema! en este mundo globalizado nada queremos ver, nada queremos entender y el afan de lucro coloca en un segundo plano los preceptos de Dios.

      Comentario


      • #33
        A Troca do Sábado pelo Domingo na Igreja

        "Diz o grande enganador . . . 'o sábado é a grande questão que decidirá o destino das almas. Devemos exaltar o sábado de nossa criação. Temos feito com que seja aceito tanto pelos mundanos como pelos membros da igreja; agora a igreja precisa ser levada a unir-se ao mundo em seu apoio . . .deixar de lado a razão e o temor a Deus, e seguir o costume e a tradição". Spirit of Prophecy, vol. 4, pág. 337-338 (O Grande Conflitooriginal de 1884).
        http://egwdatabase.whiteestate.org/n...apter05041.htm


        "O Senhor tem uma controvérsia com seu povo (IASD) professo nestes últimos dias. Nesta controvérsia, homens em posição de responsabilidade tomarão um curso diretamente oposto àquele seguido por Neemias... Em igrejas e em grandes concentrações ao ar livre ministros irão instar com o povo a necessidade de guardar o “primeiro dia da semana”. (Ellen White, Adventist - Rewiew and Sabbath Herald, Volume 61, #12, Tuesday, March 18, 1884: ênfase acrescentada.

        EMAIL:

        Pregariam Paz e Segurança

        "Vemos aí que a igreja - o santuário do Senhor - foi a primeira a sentir o golpe da ira de Deus. Os anciãos, aqueles a quem Deus dera grande luz, e que haviam ocupado o lugar de depositários dos interesses espirituais do povo, haviam traído seu depósito. ... Assim, 'paz e segurança é o grito de homens que nunca mais erguerão a voz como trombeta para mostrar ao povo de Deus suas transgressões, e à casa de Jacó os seus pecados.Esses cães mudos que não querem ladrar são aqueles que sentirão a justa vingança de Deus ofendido. Homens, virgens e crianças, todos perecerão juntos." Testemunhos Seletos, vol. 2, págs 65 e 66.
        “O povo voltava-se contra seus pastores com ódio atroz e os acusava, dizendo: "Não nos advertistes. Disseste-nos que o mundo inteiro deveria converter-se e clamastes: Paz, Paz, para acalmardes todo o temor que se despertava. Não nos falastes a respeito desta hora; e aqueles que nos avisaram a tal respeito declarastes serem fanáticos e homens maus, os quais causariam a nossa ruína." Mas vi que os pastores não escaparam da ira de Deus. Seu sofrimento foi dez vezes maior do que o de seu povo.” História da Redenção, pág. 405

        EMAIL:
        Editado por última vez por JCabreraM; https://www.foroadventista.org/member/3386-jcabreram en , 06:54:37.

        Comentario


        • #34
          O doutor Alberto Rivera no primeiro fascículo da Série Alberto, na página 28, escreve entre outras coisas: O primeiro grupo Protestante infiltrado pelos Jesuítas foram os Adventistas do 7° Dia. Depois se moveram para os Batistas , etc. todos eles foram infiltrados, incluindo os Mórmons e Testemunhas de Jeová. Todos os Seminários, Universidades e Colégios foram os próximos. Os Jesuítas dirigiram a Ação Católica Jovem, Legião de Maria e os Cavaleiros de Colombo os quais realizaram esta tarefa.

          EMAIL:
          Editado por última vez por JCabreraM; https://www.foroadventista.org/member/3386-jcabreram en , 06:54:53.

          Comentario


          • #35
            La ley dominiscal es algo totalmente distinto a esto.

            Es muy lamentable, como algunos sensacinalistas crean sosobra con este tema, al punto de convertirse en instrumentos de Satanas. Quiere el eso, que se hagan tantas conjeturas falsas, que cuando llegue lo real, la gente este saturada de todo esto, al punto que no lo creeran. Cuando uno lee lo que la Biblia dice, tiene, por regla tiene, que darse cuenta que la ley a la que se refiere este tema profetico es algo distinto a lo que han constituido algunos paises, como dia de descanso o el derecho que tienen los trabajadores que se les de el domingo como dia libre. en realidad lo que sucedera es la obligatorieda de trabajar el sabado como un dia cualquiera de la semana, para que se descanse el dia domingo, consagrandolo de paso como dia de observacion. No olvidemos que el intento de Satanas con el apoyo de autoridades civiles y religiosas, es eliminar la intervencion de Dios por decreto, representado en la creacion hecha por Dios y celebrada el dia sabado como dia de reconocer que venimos de sus manos. el domingo es lo opuesto. Esa situacion que lleva a las autoridades a decretar laborar en sabado y descansar en domingo, decretandolo como el verdadero dia establecido por Dios en conmemoracion de la creacion y adoracion, sustituyendo el sabado verdadero, eso sera parte de la ley dominical. la ley Dominical se da en el marco del tiempo final de angustia y aun no estamos en ese tiempo final de angustia. este tema requiere de mayor tiempo e investigacion, pero lo que si quiero categorizar es que eso que se menciona aqui como ley dominical, no lo es.

            Comentario


            • #36
              Originalmente publicado por dadorid Ver Mensaje
              Es muy lamentable, como algunos sensacinalistas crean sosobra con este tema, al punto de convertirse en instrumentos de Satanas. Quiere el eso, que se hagan tantas conjeturas falsas, que cuando llegue lo real, la gente este saturada de todo esto, al punto que no lo creeran. Cuando uno lee lo que la Biblia dice, tiene, por regla tiene, que darse cuenta que la ley a la que se refiere este tema profetico es algo distinto a lo que han constituido algunos paises, como dia de descanso o el derecho que tienen los trabajadores que se les de el domingo como dia libre. en realidad lo que sucedera es la obligatorieda de trabajar el sabado como un dia cualquiera de la semana, para que se descanse el dia domingo, consagrandolo de paso como dia de observacion. No olvidemos que el intento de Satanas con el apoyo de autoridades civiles y religiosas, es eliminar la intervencion de Dios por decreto, representado en la creacion hecha por Dios y celebrada el dia sabado como dia de reconocer que venimos de sus manos. el domingo es lo opuesto. Esa situacion que lleva a las autoridades a decretar laborar en sabado y descansar en domingo, decretandolo como el verdadero dia establecido por Dios en conmemoracion de la creacion y adoracion, sustituyendo el sabado verdadero, eso sera parte de la ley dominical. la ley Dominical se da en el marco del tiempo final de angustia y aun no estamos en ese tiempo final de angustia. este tema requiere de mayor tiempo e investigacion, pero lo que si quiero categorizar es que eso que se menciona aqui como ley dominical, no lo es.
              A IGREJA FOI TRAÍDA POR INFILTRADOS, veja:

              O doutor Alberto Rivera no primeiro fascículo da Série Alberto, na página 28, escreve entre outras coisas: O primeiro grupo Protestante infiltrado pelos Jesuítas foram os Adventistas do 7° Dia. Depois se moveram para os Batistas , etc. todos eles foram infiltrados, incluindo os Mórmons e Testemunhas de Jeová. Todos os Seminários, Universidades e Colégios foram os próximos. Os Jesuítas dirigiram a Ação Católica Jovem, Legião de Maria e os Cavaleiros de Colombo os quais realizaram esta tarefa.


              A Troca do Sábado pelo Domingo na Igreja

              "Diz o grande enganador . . . 'o sábado é a grande questão que decidirá o destino das almas. Devemos exaltar o sábado de nossa criação. Temos feito com que seja aceito tanto pelos mundanos como pelos membros da igreja; agora a igreja precisa ser levada a unir-se ao mundo em seu apoio . . .deixar de lado a razão e o temor a Deus, e seguir o costume e a tradição". Spirit of Prophecy, vol. 4, pág. 337-338 (O Grande Conflitooriginal de 1884).


              Assinou acordo para "Não Pregar a Mensagem", veja:


              -O Acordo abaixo, a IASD assinou no ano 2000 na Espanha, depois em Toronto-Canadá, e depois na ONU. Veja no título abaixo:

              Proselitismo Responsável: Uma Declaração Inter-religiosa

              Associação Internacional de Liberdade Religiosa Conferência de Especialistas
              Com a crescente globalização e os atritos inter-religiosos e ideológicos, tornou-se imperativo um relacionamento construtivo entre as religiões. Para lidar com essas questões, a Associação Internacional de Liberdade Religiosa convocou reuniões e conferências de especialistas nos Estados Unidos, no Reino Unido e na Espanha, em 1999 e começo de 2000. A conferência incluiu representantes do Cristianismo (Ortodoxo, Católico e Protestante), do Islamismo e Judaísmo, e adotou uma declaração conjunta sobre específicos pontos de acordo.

              Preâmbulo
              Liberdade religiosa e de crença é um direito humano básico. A despeito do maciço apoio dado a esse direito universal durante os últimos 50 anos por vários instrumentos internacionais, começando com a Declaração Universal de Direitos Humanos, de 1948, e incluindo o Acordo Internacional de Direitos Civis e Políticos, de 1966, a Declaração Sobre Eliminação de Todas as Formas de Intolerância e Discriminação Baseadas em Religião ou Crença, de 1981, e a Declaração de Direitos de Pessoas Pertencentes a Minorias Nacionais ou Étnicas, Religiosas e Lingüísticas, de 1992, continuam a ocorrer violações generalizadas dessa faculdade, as quais devem ser deploradas.
              Liberdade de religião ou crença inclui o direito de manifestar e comunicar sua fé ou convicções a outros. As religiões têm diferentes posicionamentos sobre como devem disseminar aquilo que crêem. A questão de “proselitizar” ou fazer conversos afeta inevitavelmente as relações inter-religiosas. O termo “proselitismo” tem vários sentidos e conotações. Para evitar ambigüidades, este documento não o menciona deste ponto em diante.
              Aceitando a crescente realidade do pluralismo religioso, e com o fim de fortalecer a liberdade religiosa, a tolerância, o diálogo e o respeito pelos direitos iguais para todos, a Conferência sugere diretrizes para a disseminação responsável da religião ou crença. Esses princípios têm primariamente um caráter ético e provêem critérios para guiar indivíduos e comunidades em suas relações de uns para com os outros. Eles também têm relevância para as relações entre comunidades e estados religiosos. Tais preceituações são baseadas na dignidade da pessoa humana e em sua liberdade de atender à voz da consciência.
              Os participantes da Conferência estão convencidos de que a observância das seguintes diretrizes é indispensável na promoção de uma cultura de paz, coesão social, responsabilidade pessoal e coletiva, e manutenção de direitos iguais para todos.
              Espera-se que todos os indivíduos e comunhões religiosas considerem e adotem esses princípios à luz de suas próprias crenças e práticas, ficando assim comprometidos com o mandado divino ou os ideais elevados nos quais crêem.

              Princípios
              1. Ensinar, manifestar e divulgar religião ou crença é um direito humano estabelecido. Todos têm o direito de tentar convencer os outros da verdade de sua fé. Todos têm o direito de adotar ou mudar de religião ou crença sem coerção, segundo os ditames de sua consciência.
              2. Cientes de suas responsabilidades comuns, as comunidades religiosas deveriam promover relacionamentos entre si mediante contatos e conversações, manifestando suas convicções com humildade, respeito e honestidade. O diálogo deveria substituir a confrontação. Ao se testemunhar a outros ou ao planejar atividade missionária, a dignidade inviolável do públicoalvo requer consideração de sua história, convicções, estilo de vida e expressões culturais.
              3. Religião, fé ou crença são disseminadas de modo melhor quando o testemunho da vida do mensageiro é coerente com a mensagem anunciada, e leva a uma aceitação livre por parte daqueles a quem ela é dirigida.
              4. Ao disseminar a fé ou crenças, deve-se ser verdadeiro e justo para com as outras religiões e crenças. Isso requer a comparação dos ideais de nossa comunidade com os ideais de outras comunidades, e não com os alegados fracassos de outros.
              5. Na disseminação de religião ou crenças, tanto os direitos da maioria como da minoria deveriam ser protegidos de acordo com os instrumentos internacionais de direitos humanos, os quais condenam todas as formas de discriminação e intolerância.
              6. Ao se referir a outras comunidades religiosas ou crenças, deveria ser utilizada terminologia respeitosa e não-ofensiva.
              7. Atividades sociais e humanitárias não deveriam estar ligadas à divulgação da fé ou crenças, com o propósito de explorar os membros pobres e vulneráveis da sociedade, oferecendo-lhes incentivos financeiros ou materiais no intuito de induzi-los a manter ou abjurar sua religião ou crença.
              8. Enquanto o direito de manter e manifestar crenças e convicções religiosas for reconhecido, o atrito inter-religioso, o ódio e a competição antagonística devem ser evitados e substituídos por diálogo sincero e respeito mútuo.
              9. Ninguém deveria deliberadamente fazer afirmações falsas quanto a qualquer aspecto de outras religiões, nem denegrir ou ridicularizar suas crenças, práticas ou origens. Informação objetiva sobre elas é sempre desejável a fim de evitar a propagação de julgamentos mal fundamentados e preconceitos generalizados.
              10. A divulgação da fé ou crença deveria respeitar a liberdade das pessoas visadas de escolherem ou rejeitarem uma religião ou crença, sem coerção física ou psicológica, e não deveria forçá-las a romper os laços naturais de família, que é o componente fundamental da sociedade.
              11. Usar poder político ou econômico ou facilitar sua difusão sob pretexto de disseminar a fé ou crença religiosa é impróprio e deveria ser condenado.
              12. A difusão responsável da fé ou crença religiosa deveria concordar com o fato de que isso pode revigorar a fé das pessoas ou grupos visados, ou levar a uma escolha livre e não restrita para a mudança de filiação religiosa.
              13. Tendo em mente suas responsabilidades para o bem da sociedade, as comunidades religiosas deveriam, onde for possível e em harmonia com suas convicções, unir seus esforços visando a aprimorar a justiça, o bem-estar e a paz entre os povos e nações.
              14. Onde surgirem conflitos com respeito à disseminação de religião ou crença, as comunidades envolvidas devem procurar reconciliarse.
              Associação Internacional de Liberdade Religiosa Conferência de Especialistas Adotada por consenso. 29 de janeiro de 2000 Las Navas del Marqués, Espanha

              Aos interessados que queiram entender porquê o item 6 do documento acima fala de “terminologia não ofensiva” é só comprar um livreto chamado DECRETO UNITATIS REDINTEGRATIO (Concílio Ecumênico Vaticano II) no site das Edições Paulinas: www.paulinas.org.br. Através deste livreto consegue se entender o grande trama do Ecumenismo querendo destruir o que os reformadores (João Huss, Wicliff, Lutero, etc) fizeram, e percebe-se a ânsia da Igreja Católica Romana de se estabelecer como a sucessora de Pedro, embora não tenha ele sido Papa coisíssima nenhuma!

              A IASD ASSINOU ESTE ACORDO. COMO VAI PREGAR AS TRES MENSAGENS ANGELICAS, CONTRA O PAPA E A NOVA ORDEM MUNDIAL (VEJA AS INSTRUÇÕES NAS PÁGINAS FINAIS DO LIVRO O GRANDE CONFLITO) ?

              http://dialogue.adventist.org/articl...national_p.htm



              UMA IGREJA ADVENTISTA CATÓLICA:
              "Naquela noite sonhei que estava em Battle Creek olhando para fora através da janela lateral de vidro e vi um grupo marchando em direção à casa de dois em dois. Eles tinham uma aparência severa e determinada. Eu os conhecia bem e volvi-me para abrir a porta de entrada para recebê-los, mas pensei que poderia olhar novamente. A cena havia mudado. O grupo agora tinha a aparência de uma procissão católica. Um portava na mão uma cruz, e outro uma vara. E ao se aproximarem, o que trazia a vara fez um círculo em torno da casa, dizendo três vezes: 'Esta casa está proscrita. Os bens precisam ser confiscados. Eles falaram contra a nossa santa ordem'. O terror dominou-me, e corri pela casa, para fora pela porta norte, e achei-me no meio de um grupo, alguns dos quais eu conhecia, mas não ousava falar uma palavra para eles por temor de ser traída". Testimonies, vol. 1, pág. 578.1.

              Comentario


              • #38
                Pues con toda la pena debo decir que todo lo dicho contradice lo que anteriormente creían los adventistas. A saber, que la ley dominical sería impuesta en the USA que luego se unirían a él los demás países satélites y finalmente todo mundo. Además, parece que las leyes a las que algunos foristas hacen referencia son leyes laborales a fin de que los empleadores concedan un día de descanso semanal a sus empleados..

                Fraternalmente

                Comentario


                • #39
                  Originalmente publicado por bebelobsky Ver Mensaje
                  Pues con toda la pena debo decir que todo lo dicho contradice lo que anteriormente creían los adventistas. A saber, que la ley dominical sería impuesta en the USA que luego se unirían a él los demás países satélites y finalmente todo mundo. Además, parece que las leyes a las que algunos foristas hacen referencia son leyes laborales a fin de que los empleadores concedan un día de descanso semanal a sus empleados..

                  Fraternalmente
                  hola estimado
                  no la contradice sino que se sabe que en Estados Unidos sera la potencia que improndra la ley dominical por decreto violando la libertad religiosa. pues solo cuando ello pase la ley domical cobrara fuerza por lo pronto solo es un apetitivo de lo que vendera. pero aun los ojos estan puestos en USA que es el garante de la libertad y la democracia.

                  Comentario


                  • #40
                    creo que la nacion de Israel ya tiene una ley que ordena descanso paralelo al sabado claro esta que poco a poco tambien los judios seran forzados a guardar el domingo, y los musulmanes creo los une la virgen de fatima y algo esta entre telas

                    Comentario


                    • #41
                      Bueno, hermano. Hay que recordar que Jerusalén es una ciudad donde hay judíos, católicos, musulmanes y uno que otro protestante. Los musulmanes descansan el viernes, los judíos el sábado y los demás el domingo. Así que, leyes "paralelas" serían para Católicos y musulmanes. Realmente es increible que los originales guardadores del sábado (judíos) hicieran leyes que contradigan su propio origen y lo que les ha dado cohesión como nación...

                      Fraternalmente

                      Originalmente publicado por watso7 Ver Mensaje
                      creo que la nacion de Israel ya tiene una ley que ordena descanso paralelo al sabado claro esta que poco a poco tambien los judios seran forzados a guardar el domingo, y los musulmanes creo los une la virgen de fatima y algo esta entre telas

                      Comentario

                      Trabajando...
                      X